Cadastre-se   Esqueci a senha?
Dicionário de português
Dicionário de português

Sua historia - Um amor para recordar



carros viaki
ganhar prêmios por atividade cursos rapidos e baratos aula virtual

historias de amor
primeira palavra
ultima palavra
contador de palavras

Envie sua história







dicionario de verbos
dicionario sinonimos
dicionario de palavras
dicionario de frases

Aprender uma língua:
Frases em inglês Frases em espanhol Frases em alemão

Aprendendo:
# Analisar uma frase
Ajudando:
# Frases para traduzir
Respondendo:
# Dúvidas com palavras

jogos online diversão para toda a familia







Um amor para recordar

escrito por Lilian em 29. März 2011:


É assim que defino minha historia de amor" um amor para recordar",eu não era muito fã de orkut e msn, até que minha amiga me convenceu a fazer os dois,como não tinha ninguém ela me passou os contatos que ela tinha, e nisso adicionei o homem q mudaria minha vida.
Ele-oi...
Eu-oi...
ele-tudo bem?
eu-sim e vc?
ele-melhor agora teclando com vc.
Eu ri timida, pq na verdade não sei lidar muito bem com elogios (kkk),apartir desse simplis oi, começou nossa amizade em novembro de 2007.
Todas as vezes que eu podia ia a lan: so para teclar com ele e assim fomos nos aproximando mais, a ponto de o dia que não nos falavamos, sentiamos falta um do outro.
Até que eu dia veio a pergunta:
ele-Lili (é assim q ele me chamou desde a primeira vez)vc tem namorado?
Eu fiquei pensativa por um momento, sem saber o que responder, porque na verdade eu estava noiva, mas não sabia se lhe contava a verdade ou não, então descide:
Eu-sim, estou noiva.
ele-humm.
Ele nada mais disse, então era minha vez de arriscar, e perguntei:
eu-e você, tem namorada?
Ele não respondeu de imediato;
ele- sou casado.
Não entendia o porque de sentir como se o chão, tivece me engolido, naquele momento, como eu podia me sentir assim, se eramos so amigos e eu até noiva estava.
eu- a muito tempo?
ele- a 15 anos.
eu- nossa que bom.
ele- que nada, a vida cai na rotina.
eu ri, mas sentir que meu sorriso não era sincero, na verdade pede a Deus que ele dissece, que estava se separando (kkkk).
Então conversamos mais um pouco, e me despedir dele, e lhe passei meu numero do celular, que ele havia me pedido. ( esquece de dizer, eu moro em Rondônia e ele em Campinas/SP.)então descide que não entraria mais no meu msn, até descobrir porque meu coração agia daquela forma, mas se eu ficase na cidade, acabaria sedendo. Ele passou a me mandar mensagem, pq eu não atendia o telefone, eu enviava recados como estava sem dinheiro, e disse pra ele q estava indo pra casa da minha irmã no sítio e q ficaria la por três dias.
ele-(mensagem)estes três dias seram os mais longos sem vc para tc,volte logo .
Aquela mensagem fez meu coração despara, e isso não podia acontecer, ele era casado, eu sempre me lembrava isso.Fui pra casa da minha irmã no mesmo dia, e fiquei la por um mês.Quando voltei pra casa, as mensagens comessaram a cai(adivinham, a maioria eram dele), comecei a lelas, ele mandava uma a cada dia(q fofo).Mas uma disse tudo q as outras não disseram.
ele-(mensagem)você não imagina, o quanto me dei conta, da falta q vc me faz, não me deixe mais.
Gente foi tudo q precisei ler, para saber que estava amando aquele homem.Então descide que não faria mais aquilo com ele, e lhe enviei uma mensagem no orkut.
eu-(mensagem no orkut dele)oi estou de volta.
Ele respodeu, fui ver no outro dia.
ele- que bom,sentir sua falta Lili.
Ele não imaginava, que eu tb sentir muito a falta dele.E assim voltamos a teclar, e a confiança entre nos dois so cresia a cada dia.
Assim se passaram três anos, e eu o amando ainda mais, tinhamos muito ciúmes um do outro, eu falava pra ele sobre meu relacionamento e ele do dele,então ele me disse que não amava a mulher dele, fiquei surpresa com aquilo,e uma felicidade enorme me invadiu mas nada disse.
Era até engraçado, ele me cobrava mais q meu noivo, e eu não ficava atras, eu ja sentia que guardar aquele sentimento pra mim, ja estava sento insuportavel, mas tinha medo de abrer meu coração a ele, tinha
medo da recusa, mas criei coragem e falei pra ele que o amava,ele ficou surpreso mas sorrir, e disse que não sabia o que dizer, eu disse a ele que ñ me dissece nada que não foce verdade, então descide mudar de conversa.Até que em julhho de 2010, minha prima foi passar as ferias na minha casa, e então eles se conheceram pelo msn, eles passaram a teclar pelo meu, porque ela não tinha,então surgiu a ideia de texta-lo, e ó pior é que ele caiu, sentir o chão me engolir pela segunda vez, a primeira foi quando ele disse que era casado.
Não pode suportar a dor, e não conseguir conter as lágrimas,sai do quarto e os deixei la teclando.Ele perguntou por mim:
ele- cade a Lili?
prima- ela saiu chorando do quarto.
ele- porque?
prima- ela estava aqui perto quando, estavamos teclando.
ele- serio?a Lili, gosta mesmo de mim?
prima- sim.
ele- meu Deus, ela não vai me perdoar nunva.
prima- do jeito que ela saiu aque, não sei não.
ele- tudo bem linda, amanha tento falar com ele, se ela ainda quizer falar comigo .
Depois daquele dia, evitei ligar o pc, não atendia os telefonemas, e passeia a sair mais com meu amigos e meu noivo, coisa que eu tinha aberto mão, pra ficar ali com ele, pelo computador, e assim os dias se arastaram por duas semanas, e eu sentia muita a falta dele.
Então minha irmã ligou pra mim de São Paulo, e pediu pra mim entrar no msn, que ela precisava fala comigo( a internet é bem mais barrata do que liga de Rondônia kkkk)entrei a noite, mas ela não estava, então fiquei esperando ela entrar, foi ai que meu coração disparou, quando vir "casal" acabou de entrar, ele logo vei falando:
ele- boa noite.
eu- oi.
ele- tudo bem minha deusa?
eu- tudo.
ele- que bom.
eu- hunrum.
ele- Lili, sei que esta magoada comigo, mas eu não acreditei que você uma mulher linda se intereçar por mim, ainda sendo mais velho q ue vc.
eu- esta tudo bem Carlos( vou chama-lo de Carlos).
ele- não esta não, Lili, sei disso.(foi apartir desse dia, que ele descobriu q meus, hunrum, sei, ta bom, estou bem, queria dizer totalmente ao contrario kkkkk).
eu- Carlos, eu não quero falar sobre isso.
ele- mas eu quero, Lili, quero dizer que eu tb te amo, so estava comedo de te dizer isso,vc tão linda, noiva, cheia de pretendentes...e além disso, moramos tão longe.
eu- vc me ama?
ele-sim Lili, desde a primeira vez que vir seu sorriso, na foto do perfil do seu msn, me perdoa Lili por favor.
eu- não sei Carlos, talvez seja melhor eu sai da sua vida.
ele- por favor lili, não fala assim, minha vida não tem sentido sem vc.
Como eu podia não perdoa-lo depois dessa.
eu- eu tb te amo, e não suportaria viver sem vc.
No dia seguinte , não pode mais esconder isso do meu meu noivo e descide que iria contar tudo, então liguei pra ele:(vamos chama-lo de Marcos).
ele: oi amor.
eu- oi- fiquei em silencio por alguns minutos.-Marcos tem como me pegar no trabalho hj, preciso falar com vc.
ele- pode falar, estou no quartel( ele é policial),esta calmo agora.
Eu não queria falar por telefone, como terminar um relacionamento de 4 anos assim.
eu- não da pra falar por telefone.
ele- aconteceu alguma coisa,amor?
Ouvir ele me chamar de amor, estava sendo incomodador.
eu- não,so preciso conversar com vc.
ele- tudo bem, te pego as 20:00 na sua casa, hj eu saio as 19:30, então ñ da para te buscar.
eu- esta tudo bem, eu te espero.
ele- até mais tarde então, te amo.
eu- ok,thau.
Eu sempre respondia que o amava tb, mas não naquele dia, não depois de adimitir pra outro homem que o amava.Ele me pegou em casa 20:30 no carro dele.
ele- onde quer ir, eu andei pensando, podiamos jantar e depois irmos motel, ja tem tempo q vc da desculpas,amor.
eu- é que ando muito, ocupada com alguns arquivos e meu patrão não esta dando um desconto, ainda mais q esta tentando fechar um negocio (sou secretaria particular).
ele- eu entendo, mas sinto sua falta também, onde quer ir?
eu- vamos pra sua casa.
ele- se pra vc estiver bom.
eu- esta sim.
Não demoramos a chegar la, ele colocou o carro na garagem, enquanto eu abria a porta, entramos eu me sentei no sofá, sem saber por onde começar.
eu- Marcos precisamos conversar.
Ele começou a me beija, mãs não podia corresponder.
eu- é serio.-eu o afastei.
Ele sentou ao meu lado.
ele- o que tem pra dizer que é tão importante que, não pode esperar?
Eu olhei para ele, sem saber se estava fazendo a coisa certa, pois entre eu e o Carlos, não haviamos feito promessas de um futuro juntos, nem sabia-mos se nos conheceria-mos pessoalmente um dia,apesar dele sempre dizer que sim, tudo que tinhamos, era nosso amor verdadeiro, então vi que tinhamos tudo.
eu- Marcos´, é que estou gostando de outra pessoa.
Por um momento,tive medo da reação dele, que nada dizia, so me escutava.
eu- eu, nos.-não sabia como colocar as palavras.-aconteceu, so que eu nunca...
ele- é o cara do motel?
A última vez que haviamos ido no motel, na hora do orgasmo chamei o nome do Carlos.
eu- sim, não tivemos culpa, aconteceu.
ele- vc ja saui com ele?
eu- não, juro que não, nunca nos vimos pessoalmente, ele mora em Campinas.
ele- e você esta querendo me dizer que esta apaixonada por um cara que nunca viu.
eu- vc nunca vai entender, vou embora.
ele- eu te levo.
eu- pode deixar eu vou sozinha.
ele- vc quem sabe.
Eu entendia a situação dele, e pra ser sincera, a atitude dele me surpriendeu.Então peguei a bolsa e me levantei.
eu- desculpe.
ele- estareia aque, caso não de certo.
Não podia acreditar que estava ouvindo aquilo, ainda mais do Marcos tão orgulhoso.Sai sem dizer nada, mas meu coração estava aliviado.Melhor que aquilo era so o que estava pra vim, minha mãe descidiu, que eu faria meu tratamento em São Paulo,(faço tratamento do coração a três anos)foi a primeira coisa que contei a ele, nossa que felicidade que estava sentindo.Quando viajei durante os três dias, nos comunicavamos por mesagens, ele sempre preocupado comigo, os pontos que dava eu ligava, so pra dizer boa noite, iso quando ele ia dormir, me mandava mensagem.
ele-(mensagem) boa noite meu amor.
Quando cheguei em Saõ Paulo, no domingo, não entrei no msn e não liguei, ele ligou preocupado comigo.
Assim ele veio me ver duas semana depois que ja Estava aqui, eu vivia dando desculpas, não sabia se ele iria gostar de mim pessoalmente, mas havia chegado o grande dia, iriamaos nos conhecer pessoalmnte, fora que eu disse pros meus parente que nos ja nos conhecia-mos (kkkk).Quando eu o vir no portão, meu coraçaõ acelerou, era ele, meu amor, estava ali, abre o portão ele entrou, mas não sabiamos como agir, mesmo sendo três anos. Eu passei na frente dele, então sentir o calor das mãos dele na minha cintura, me virei e nos beijamos, foi o melhor beijo da minha vida, e naquele momento, eu percebe, que nunca havia amado de verdade.ele ficou comigo das 9:00 as 18:00, foi maravilhoso e quando ele ja ia embora, ele foi junto comigo até a cozinha onde estava a minha mãe e minha irmã e pediu pra namorar comigo, e apartir desse dia, era como verdaeiros namorados, ele vinha me ver de 15 em 15 dias.
A primeira vez que fizemos amor, foi no meu aniversario, foi fantastico, nunca havia sentido tanto prazer, como nos braços dele, faziamos vedadeiras loucuras,(o sofá que o diga e a lagem tb kkkk)os momentos com ele eram magicos, tinhamos nossas brigas na verdade, mas não passava dois minutos pra esta tudo bem novamente.Serto dia pede a ele que dormice comigo, ele disse que não podia, fiquei com raiva dele, fizemos amor mais uma vez e pede que focemos embora, no caminho pra casa ñ falei uma palavra.
ele- o que vc tem?
eu- nada.
ele- Lili, fala comigo.
eu- eu estou falando.
ele- esta bom Lili.
Como eu havia dito, não conseguiamos ficar muito tempo brigados, e ali estava mais uma vez ele indo embora, mas eu sabia que iria voltar, ele sempre me ligava, quando entrava no onibos,conversavamos por horas, até ele chegar no portão da casa dele, e então eu ouvia:
ele- Lili, tenha uma otima noite, eu te amo.
eu- também te amo, amor.
E assim desligavamos.
Em uma de nossas conversas pelo msn, ele viria para dormir, nossa foi muito bem ouvir aquilo, então descidimos que passariamos a noite em um hotel, porque em casa não ia dar pra matar a saudade né.Ele veio dia 24/12/2010, eu disse pra minha mãe que iria pra casa dele, conhecer os pais dele, e deu tudo certo, fomos pro hotel as 12:40, ele estava inquieto pra irmos, quando chegamos la, fizemos amor, so que aconteceu uma coisa, a mulher dele ligou, perguntando onde ele estava,( que ódio).
ele- estou trabalhando.
ela- onde?
ele- em BH, onde mais. thauuu.
Nossa nunca tinha ficado com raiva dele como naquela hora, poxa, sera que ele, não percebeu que aquele era o meu dia o nosso dia? mas não ele simplismente atendeu.Apenas passei a iguinora-lo, apessar de saber que não tinha esse direito, mas o ciúme falou mais alto. Mais tarde pedimos uma pizza, duas cervejas e uma coca-cola,e ele ali sempre tentando me adular, queria mais do que nunca, voltar a fezer amor com ele, mas meu orgulho era maior,deitei de bruço pra ele, mas não conseguia dormir, então tive uma idei, e formulei uma ligação com um amigo meu que ele morria de ciúmes.
Fiquei ali fingindo por meia hora, mais ou menos, quando voltei pra cama ele perguntou.
ele- quém era?
eu- alguém.
ele- mas quém era.
eu- ja disse alguém.
Pensei, agora sim estamos empatados, de madrugada ele me procurou, e não pude rexistir, ja tinha me vingado mesmo (até hoje ele não sabe que o Denys não me ligou aquela noite kkkk)fizemos amor 1,2...como sempre maravilhoso,sabe quando vc olha pra pessoa e ve que ele é seu mundo, é assim que nos olhavamos.Quando o dia amanheceu, acordei com ele sentado no sofá, me observando dormir, seu olhar era puro carinho, ele caminho até a cama e começamos a no beijar, fizemos amor e fomos tomar banho juntos, coisa de casal apaixonados, quando estavamos juntos esquecia-mos que ele tinha uma familia de quem eu não fazia parte, ali, eu era sua mulher a mulher que ele realmente amava,era eu quem escutava eu te amo.
Voltamos pra casa, e ele sempre saia no mesmo horario 18:00.voltei a ve-lo so no dia 27/01/2011, o presente de natal dele, ficou guardado,nesse dia fizemos mais uma loucura na lagem(kkk),ficamos no sofá da sala,nos diverdindo, quando ele me disse que tinha que ir embora as 17:00.
ele- eu vou embora as 5:00.
eu- porque amor?
ele- estou chegando muito tarde em casa.
eu- contra outra né Carlos, vc sempre foi as 18:00.
ele- eu sei Lili.
eu- tudo bem Marcos, ja entendir.
ele- não entendeu não.
E aquilo foi motivo pra brigarmos,ele se despediu da minha mãe, e tentou me beijar no sofá e no portão até onde eu o acompanhei(como me arrependo de não te-lo beijado).
ele- thau então.
eu- thau.
Ele se foi, vendo-o descer a rua, sentir uma grande tristeza, como se não foce ve-lo mais, mas levei aquele sentimento, pela briga que tivemos.A noite ele me ligou do onibos, porque ele perdeu os das 17:00 e teve que ir no das 18:00,so que eu não quiz conversar com ele muito tempo como de costume.
ele- ok Lili, sei que esta chatiada, não vou ensistir com vc, thau, boa noite.
eu- thau, boa viagem.
ele- obrigado. E desligamos.
No dia seguinte,de manha liguei pra ele varias vezes, mas ele não me atendia e nem retornava minhas ligações e mensagem que mandava, e assim foram por três dias, cansada daquilo, mandei minha última mensagem.
eu-(mensagem)Marcos é a ultima mensagem que te mando, ou vc me manda uma mensagem dizendo o que esta acontecendo, ou vou sair da sua vida para sempre.
No outro dia de manha, recebe a mensagem.
ele-(mensagem) bom dia Lili, não vou ficar enrolando vc,aquele serviço que falei deu certo, não sei quando voltarei ai.
Meu mundo acabou naquela hora, achei que estivece preparada, mas não estava, chorei bastante e então liguei pra ele.
eu- Carlos, não vou enrola, nos vamos terminar?
ele- calma Lili, não é desse geito, estou dirigindo agora, depois te ligo.
eu- mas não demora.
ele- ta bom.
Ele havia recebido, essa proposta de emprego no natal, mas eu não achei que sairia tão cedo, ou ate foce mesmo dar certo, mas ali estava ele, dirigindo um caminhão, e foi nesse momento que percebe que tinha tudo acabado , ele trabalhava durante a semana como motorista e nos fins de semana,na padaria , eu ja não me encaixava mais, então tudo que teria que fazer era aceitar.Meu celular tocou, era ele.
ele- bom dia.
eu- oi.
ele- que mulher apresada.
eu- Carlos estamos terminado?
Ouve um silencio.
ele- sim.
eu- então ta, seja feliz e boa sorte com seu novo trabalho, é de coração.
ele- Lili, não fala assim.
Eu tentava segurar as lágrimas.
eu- assim como.
ele- como se foce me tirar da sua vida.
Eu forcei o maximo que podia para sorrir.
eu- e o que vc quer, Carlos.
ele- que vc não me tire da sua vida, assim como fez com seus ex:
Sera que ele não entendia que ele não era como meus ex:, ele era o homem da minha vida, o homem quem eu amava.
eu- tudo bem Carlos, vou desligar agora.
ele- Lili posso te ligar mais tarde?
eu- claro, thau,
ele- thau.
Quando desliguei me desabei em lágrimas, era uma dor cortante, era como se umamão esmagace meu coração e não me deixava respirar.Ele me ligou naquela noite e todas as terças, onde trabalhava de segurança, mas ai, ele me ligou dia 15/02/2011, e parou de ligar, não entrava mais no msn, e se por conhecidecia eu entrace ele tivece, ele saia pra não falar comigo, eu tb não liguei mais e ai se passaram os dias,até que um dia ele entro e puxou papo, e começou tudo de novo, teclamos quase todos os dias, so nos fins de semana que não, ele chega cansado.A mulher dele descobriu,mas nem isso nos separou.
Hoje estou grávida de quatro mês,estou muito feliz, é um menino(Victor Hugo), e mesmo que não fiquemos juntos, o que vivemos ja valeu a pena, nossa vida é um livro de historias, uns com muitas paginas, outras com menos, e por mais que na vidas haja muitas historias, tem aquelas que são eternas, assim como a minha historia e a do Carlos, nosso livro se chama "Um amor para recordar".




Mais histórias com a palavra Um amor para recordar:
Um amor para recordar - 30. April 2012 de SARAH GONÇALVES
oi meu nome e sarah , hoje estou aqui para contar a minha historia de amor.Era uma noite muito bonita e minha mae me pediu para ir a mercearia que era proximo a minha casa , quando sai para ir ate a m... [mais]
Um amor para recordar - 25. Juli 2011 de uberlandia G.
bom gente minha historia c iniciou qndo eu tinha apenas 14 anos eu mudei de bairro ele morava na rua da minha casa no começo eu o odiava pois ele tinha 15 anos e ja dirigia o carro do pai dele com um ... [mais]
UM AMOR PARA RECORDAR - 13. Oktober 2010 de Anônimo
bom nao sei como comesar. isso é um disabafo, tudo comessou a uns tres anos atras eu a conheci foi amor a primeira vista logo comessamos a fikar mas eu na epoca nau queria compromisso então resolvi q ... [mais]




© 2007-2018 by Dicionário online de português
Procure em mais de 5 milhões de palavras.
Sobre nós | Nossa história | Dúvidas? | Banner | Regras e termos de uso | Política de privacidade | Programa de Afiliados

Projeto de Conhecimento - a fim de promover o idioma português e reforçar a importância individual de palavras em português com aula virtual (perguntas e respostas), traduções em inglês, espanhol e alemão, significados, sinônimos e verbos. Seu dicionário português online.